Indicações de Uso e Armazenamento


• Utilize o perfume de forma correta borrifando o mesmo nas partes mais quentes do seu corpo (alta passagem de sangue) como pulsos, antebraços e bíceps, parte posterior das orelhas, região do peitoral, etc;

• Evite o exercício de força exagerada ao manusear a válvula (borrifar) para que a mesma não quebre ou fique impossibilidade de funcionar;

• Em caso de aplicação sobre a roupa, é importante borrifar com uma certa distância, já que normalmente perfumes possuem aspecto oleosos e podem causar manchas nos tecidos das roupas;

• O armazenamento correto dos perfumes influencia diretamente em sua performance e durabilidade;

• É aconselhável locais como armários, gavetas, etc. Alguns locais não são indicados para armazenamento, como banheiros por exemplo, que normalmente enfrentam temperaturas altas devido aos banhos quentes e umidade excessiva;

• Com a intenção de evitar a entrada de oxigênio em seu perfume, causando oxidação, sempre utilize a tampa para fechamento após o uso;

• Alterações de cor e perda de intensidade olfativa podem ocorrer, assim como alguns perfumes podem ganhar performance ao longo do tempo. A duração de um perfume pode girar em torno de 2 a 3 anos ou passar deste prazo tranquilamente;

 

Precauções

Alergia à perfume é comum e pode causar sintomas respiratórios, como coceira no nariz, ardência nos olhos e espirros, mas também pode causar sintomas na pele que está em contato direto com o perfume.

Pessoas com histórico de sensibilidade ou alergia a perfumes, cremes, óleos essenciais, e pequenas ou grandes quantidades, devem evitar o uso do produto;

Muitos perfumes são altamente instáveis ​​e oxidam durante seu armazenamento ou em caso de exposição à luz solar e ao ar. Esses produtos de oxidação atuam como agentes fototóxicos e potentes sensibilizadores causando os sintomas alérgicos. 

 

Como identificar a alergia ao perfume 

Pode-se identificar a alergia após a observação dos sintomas:

  • Dor de cabeça;
  • Coceira no nariz;
  • Espirros;
  • Tontura;
  • Coriza;
  • Olhos lacrimejando;
  • Chiado no peito;
  • Dificuldade para respirar;
  • Coceira e irritação na pele, no local de uso do perfume.

Pessoas que possuem asma, rinite alérgica ou algum outro tipo de alergia são as que tem maiores chances de desenvolver esse tipo de alergia. O médico clínico geral ou alergologista podem realizar o diagnóstico com base nos sintomas, sem a necessidade de exames específicos, e indicar o tratamento necessário, que pode ser feito apenas com o afastamento dos aromas intensos. 

Tratamento para alergia a perfume 

O tratamento mais indicado é não usar perfume, nem permanecer próximo de pessoas que usam fragrâncias muito intensas.

Algumas recomendações importantes são:
 

  • Evitar ao máximo o uso de perfumes, água de colônia, eau de parfum e também o uso de cremes hidratantes, loção pós barba e desodorantes com aromas muito intensos.
  • É aconselhado manter a boa circulação do ar dentro de casa e também no ambiente de trabalho, mantendo as janelas abertas ou um ventilador ou circulador de ar quando necessário. O uso de um medicamento anti-histamínico pode ser útil nos momentos em que os sintomas respiratórios são muito intensos e prejudicam a qualidade de vida. 
  • Em casos de reações alérgicas, limpe o local com água corrente e busque um posto de saúde com especialistas no local.